Na pokebola com Fuzzy

Padrão

* Fuzzy tem 23 anos e não gosta de Fábio Jr. É entusiasta de card games e no momento é a melhor coisa que a gente tem pra falar sobre pokemón, nos perdoem…

*****************************************************************************************************

Olá a todos!
Bom, como prometido da outra vez, o artigo de hoje vai falar sobre os arquétipos que podem vir a surgir agora com o novo formato, BW-On. Quero dizer, AINDA não é o novo formato, já que até o Worlds as cartas de HGSS ainda vão estar disponíveis. Se você veio aqui querendo saber qual a boa pro mundial, tenho más notícias pra você: Eu não tenho planos de cobrir um formato em decadência. Claro que eu vou comentar sobre o mundial, mas HGSS-On não é meu foco quando eu venho escrever aqui.

Enfim, BW-On. O impacto da rotação é muito forte para o jogo como o conhecemos hoje. Em primeiro lugar, as estratégias de Item Lock (Encabeçadas pelo Inimigo Público #1 do jogo, Vileplume) vão acabar. OK, ainda temos Gothitelle, mas a mecânica é bem menos versátil e obriga um deck bem específico.

Perdemos também Pokémon Collector e Dual Ball. Agora, torna-se muito mais difícil buscar os Pokémons necessários para o setup do deck. O resultado é ter de contar com nossos Draw Supporters para achar as cartas necessárias, ou em caso de necessidade usarmos Pokémons com o ataque Call for Family (Como o novo Emolga) para dar mais consistência ao deck.

Falando em Draws, temos duas baixas significativas: Cleffa, que apesar de entrar em decadência após o lançamento de Mewtwo EX e Darkrai EX era considerada uma carta default em todos os decks; E Smergle, que substituiu nosso Baby logo em seguida. Somando isso à queda de PONT, Supporters como Professor Juniper, N, Cheren e Bianca tornam-se ainda mais valiosos (Assim como Random Receiver).

Por fim, a mudança mais radical nisso tudo é a falta de Junk Arm no ambiente. A carta é, junto de Pokémon Catcher, a staple mais importante dos decks atuais, responsável por adicionar consistência aos Trainers do deck. Agora, todos os recursos usados não poderão ser mais utilizados novamente, o que eu acredito que intensifique a skill do jogo: Agora que os recursos tornam-se limitados, vai ser necessário avaliar quando é melhor gastar um Catcher, uma Max Potion ou um Switch.

Mas você quer saber agora dos decks, certo?
Bom, a realidade é que nós vivemos numa verdadeira Future Future League: O fato do Japão ter o lançamento das coleções com muito mais antecedência do que nós do ocidente nos deixa preparados sobre quais arquétipos se posicionam melhor e qual o ambiente esperado. Isso tem dois lados: Em um caso, nós temos acesso ao conteúdo da próxima edição e algumas decklists que nossos amigos do oriente andam trabalhando. Por outro lado, isso delimita muito as chances de criar algum deck rogue e a informação do conteúdo das coleções geralmente influencia muito o mercado paralelo. Eu não tenho uma opinião formada porque, se não estou enganado, em nenhum outro card game acontece uma coisa dessas. Pra mim isso é interessante e facilita muito o trabalho de montar decks, então vejo isso como algo positivo.
Enfim, chega de enrolação, vamos aos decks!
(Os arquétipos apresentados são apresentados com base nos torneios japoneses. A opinião expressa aqui é minha – Utilizem como quiserem!)

Eels

O deck que dominou a Battle Road season está de volta! E dessa vez, acredito que dividido entre três vertentes: As tradicionais, apenas elétricas baseadas em Zekroms e Mewtwos; as que Splasham para Terrakion, considerando um metagame com mais Darkrais (Acredite, eles ainda vão dar muito as caras…); E aquelas com splash para Rayquaza EX.
As duas primeiras a gente já conhece, são poucas as mudanças com relação ao deck da temporada passada. A novidade é a utilização de Rayquaza EX tanto como acelerador como finisher – Minha primeira reação ao ver o card foi “Nossa, fizeram do Magnezone Prime um Pokémon básico!”, o que é muito assustador de se ver do outro lado da mesa.
Eu espero que Eels seja um dos decks mais presentes no ambiente por ser bastante maleável e consistente, então quando for sair de casa pra jogar um campeonato, tenha em mente como deve se comportar contra a ameaça elétrica!

Darkrai Goodstuff

Resumidamente, qualquer deck com grandes Pokémons básicos e Darkrai. Darkrai/Mewtwo, Darkrai/Terrakion, Darkrai/Tornadus… A lista segue. Literalmente todas as melhores cartas do formato juntas num único deck.
Em paralelo, um deck que eu gostaria de incluir nessa categoria é o Hammertime, popularizado após sua vitória no Nacional Finlandês. É um deck de disruption feito para abusar de Enhanced e Crushing Hammers junto de Sableyes e afins. Acredito que o deck ainda seja viável sem Junk Arms, e me parece ser muito eficiente no mirror de Darkrai.

Garchomp/Altaria (AltChomp ou FluffyChomp)

Um deck feito a partir da próxima coleção, Garchomp/Altaria é um deck que tenta ganhar o jogo atacando com um Garchomp o quanto antes, de preferência com o máximo de Altarias em jogo.
Apoiado pela Ability do Gabite de procurar dragões, o deck apresenta uma verdadeira engine em termos de card advantage – Por isso, não é nada incomum linhas 4-3-4 ou até mesmo 4-4-4 de Garchomps. Isso adere consistência e velocidade para o deck, que são os dois pilares de BW-On.

Quad-Stuff

Aqui decidi agrupar junto todos os arquétipos que se baseiam em múltiplas cópias de Pokémons básicos com alto HP e uma alta proporção de dano/energia. A shell do deck é geralmente Exp. Shares, Revives, Hammers, múltiplas Potion-like e afins.
Dentre os decks mais populares, acredito que teremos Quad Groudon EX, Quad Terrakion (EX, NVI ou um split entre ambos), Quad Durant Quad Entei e definitivamente não ficarei surpreso com algum Quad Mewtwo EX.

Reshiboar

O último formato foi definido por quais decks tinham alguma forma de aceleração de energia: Eels, Dark Patchs e Celebis eram comuns de se ver nas primeiras mesas dos torneios.
Com o formato se tornando mais lento, Dark Patchs ficarem piores sem tantos Junk Arms no começo do jogo e com a queda do Celebi, acredito que a volta do Reshiboar seja iminente. Além disso, com a quantidade de Catchers diminuindo (Leia-se Junk Arm, o número certo de Catchers é 4), as chances de perdermos nossos porquinhos no começo do jogo diminuem.
É um bom momento pra jogar com deck, já que não existe nenhum Pokémon de Água relevante e Reshiram ainda ser um card excelente.

Hydreigon/Darkrai

A essa altura todo mundo já ficou sabendo que Klinkang ganhou o nacional americano, certo? Ótimo! Porque este deck é a mesma coisa, exceto que muito melhor. Primeiro, porque Hydreigon ATACA. E ataca bem, 140 de dano é o suficiente pra nocautear qualquer Pokémon não-EX no formato. E até mesmo a desvantagem de descartar energias pode ser suprimida com Dark Patchs. Ah é, Dark Patchs: Além de termos um Pokémon mais forte do que nosso amigo engrenagem, contamos com acelerações de energia – Energia essa que não é sucetível a múltiplos Hammers. Ah sim, e que dá Retreat 0 pros seus Pokémons!
A única parte ruim é que com toda a ascensão de Rayquazas e Garchomps a fraqueza do Hydreigon é muito mais relevante do que a do Klinklang. Por sorte, 150 de HP é suficiente pra sobreviver a quase tudo. E tudo bem, você não pode usar cartas MARAVILHOSAS como Kyogre EX… Não se pode ganhar todas, certo?
O conceito do deck é se apoiar na “Wall of Life” que é a combinação de Darkrai EX (Um dos melhores Pokémons do formato, se não for o melhor!) com múltiplas Max Potions. É muito difícil causar 180 em um Darkrai sem usar Terrakion, e nesses matchs é que o Hydreigon torna-se mais importante. E agora sem Junk Arms, ter à disposição um Pokémon como Sableye te coloca numa posição muito vantajosa. Hydreigon é serious business!

———————————————————————————————————-

O formato ainda está engatinhando, e ainda existe muito espaço para inovação. Eu estou gostando muito mais desse jogo após a rotação, mais lento e interativo. Qual será a boa para os próximos torneios!?
Abraços
Fuzzy

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s