D & D 5a Edição

Padrão

E vem por ai o tão esperado D&D 5a edição. Aquele que prometia um reencontro com o RPG que todos nós aprendemos a amar, e não um board game metido a teatro.

Mas parece que na prática não foi bem assim que aconteceu. Com a saída dos cabeças da criação, o resultado não saiu como o esperado. Mas a gente não pode ter preconceito, então mandamos a galera do FALHA CRÍTICA!! testar a versão “demo” do sistema. Confira abaixo:

 

Bom amigos leitores, estamos aqui pra apresentar a vocês a tão esperada quinta edição de D&d, sim, nós pusemos as mãos em um playtest da “parada” e agora, iremos fazer um pequeno Review sobre a tal edição.

– Eduardo:

Bem, na minha opinião, a nova edição ficou legalzinha, ela teve modificações, tirando os superpoderes aplicados na assustadoramente ruim edição anterior, outra coisa que pra mim, fará muita falta, são os testes de pericia, sim, eles tiraram as pericias, todos os testes são feitos de uma maneira mais “crua” com os seus modificadores de habilidade, e um bônus pequeno em certos testes vindos da classe escolhida, nada de voltarem com ofícios que eu sempre achei que dava uma ótima caracterização para os personagens criados. Eles mantiveram essa ideia, apelona de certas magias infinitas para o mago, inclusive uma que congela o inimigo e, com um dano mínimo, ele morre na hora, a velha ideia do Sub-Zero, de congelar e quebrar o oponente em mil pedacinhos, coisas que, no mínimo perdem a graça, pois, você pode fazer isso no primeiro nivel, e outro ponto sobre a magia é que agora, você tem que acertar a “C.A.” do inimigo, algo que até então não existia, acho eu, que no intuito de equilibrar um pouco o poder da classe mago, bom isso foi um papo curto com a minha análise do por assim dizer “beta teste” da nova edição, vamos esperar seu lançamento e confirmar se, será ou não valido… Mas, por enquanto, se quiser ouvir o conselho de um jogador das antigas, continuem com a edição 3.5, será a sua melhor escolha quanto a sistema do nosso amado Hobby RPG.

Diversão: 5.

Inovação: 4

Recomendação: 0

 

– Ricardo:

A nova edição inovou, mas não agradou, é verdade que esta mais “próxima” da 3.5, mas ainda acho não tão “distante” da 4ª edição quanto eu gostaria. Quando as noticias de que voltariam para as origens e tudo mais, me agradou, mas não chegou até as origens que eu gostaria. Não agradou terem retirado às pericias, faltou um pouco de personalidade, sem as pericias, todos parecem normais demais em todas as atividades. Os personagens continuam “todos poderosos”, parece que isso agradou os novatos, mas quem é mais hardcore, ou das antigas, acredito que não, agrada você ter que “sofrer” para assim chegar a um nível de poder respeitável, deve acontecer e não já nascer com o personagem. As magias são um caso a parte, desde a edição anterior eles queriam equilibrar as classes, então nessa não foi diferente, e continuam as magias At will e está realmente “apelão”, era algo muito interessante as diferenças das classes, os magos no inicio eram muito ruins e com o tempo ficavam incrivelmente poderosos, e isso era o legal das classes. Realmente o ponto forte da edição é a facilidade, a ficha e o sistema estão mais intuitivo e fácil de jogar, não tão complexo quanto a anterior, que era feita em suma com um programa e não tão prazerosa e divertida de se fazer quanto à 3.5. Pra finalizar, acho que está melhor do que a anterior e ainda não tão boa quanto a 3.5, vamos esperar sair definitivo, ver se terá alguma mudança ou não.

Diversão: 6.

Inovação: 5

Recomendação: 4

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s