Tokyo Station

Padrão

*Patricia Suemi não é a Belldandy, mas encanta todos por onde passa.

 

 

“Falsas lágrimas são capazes de machucar outras pessoas. Falsos sorrisos são capazes de machucar a si mesmo.” (C.C. – Code Geass)

 SAO- Sword Art Online

Yo, minna-san!

Depois de retornar a infância com Cardcaptor Sakura, vamos agora a um anime que começou nesta temporada: Swor Art Online (também conhecido como SAO)!!

No ano de 2022, os humanos conseguiram criar um ambiente totalmente virtual, acessado através de um tipo de capacete chamado NerveGear, criado por Kayaba Akihiko. E esse mesmo homem criou o MMORPG Sword Art Online, muito esperado pelo público, tendo apenas 10 mil cópias. Entretanto, o que o jogador não sabe é que ao jogá-lo, coloca sua vida em risco, pois a morte no jogo é a morte no mundo real.

Entre as 10 mil pessoas presas no jogo, temos Kirito (nome verdadeiro: Kirigaya Kazuto), um dos testadores da versão beta. Decidido a vencer o chefe do centésimo andar (ou seja, o super boss) e sair do mundo virtual (assim como, provavelmente, as outras 9999 pessoas), ele começa a sua jornada sozinho. Ao encontrar outros jogadores e tentar formar grupos (guildas ou parties), encontra certas dificuldades (se falar mais, é spoiler!) e decide continuar forever alone (relaxem, ele não é do tipo depressão eterna). Mas é lógico que temos a heroína! Ela é a Asuna, uma garota forte, do tipo que não fica gritando o nome do carinha principal (o que me deixa muito feliz). O papel de ficar gritando pelo Kirito é deixado pra… como era mesmo o nome?

 

O anime tem um fluxo de tempo rápido, cada episódio conta um determinado evento (na verdade, até o episódio 4), sendo que o tempo corrido entre alguns episódios possa ser de anos. Não me pergunte como o corpo real de cada jogador continua vivo, eu não entendi como é biologicamente possível alguém ficar anos sem comer, beber ou ir ao banheiro…

A arte é boa, os personagens (até que) são interessantes e a ideia (ainda acho estranho não tem mais o acento…) da história é legal, pois não duvido muito que os humanos sejam capazes de montar um aparelho que crie um mundo paralelo virtual! A trilha sonora e a escolha dos seiyus foram boas (Matsuoka Yoshisugu como Kirito, Hirata Hiroaki como Klein e Tomatsu Haruka como Asuna), além de abordarem temas comuns em MMORPG (e em outros jogos também) como homens se passando por mulheres e jogadores que matam jogadores.

Vale a pena assistir e aproveite que ainda estão nos episódios iniciais (não precisa criar muita coragem ou tempo pra ficar atualizado, diferente caso você decida assistir One Piece, por exemplo)!!

Até semana que vem, deixe seu comentário de qual anime ou mangá gostaria de uma resenha sobre (onegai!)! Como dica do que vou falar semana que vem, digo que amo os humanos, por isso vocês deveriam me amar também, né?

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s